“De tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos maus, o homem chega a rir-se da honra, desanimar-se de justiça e ter vergonha de ser honesto.”

Rui Barbosa

sábado, 10 de setembro de 2011

Como será a morte do sol?

"Não fique triste quando ninguém notar o que fez de bom, afinal, o sol faz um enorme espetáculo ao nascer, e mesmo assim, a maioria das pessoas continuam dormindo."

Charles Chaplin



Quatro objetos diferentes estão dando aos astrônomos pistas importantes de como será o futuro trágico do nosso Sol.

Eles foram observados em detalhe pelo Telescópio Espacial Hubble e, pelo menos vistos de longe, são bem bonitos.

De perto, no entanto, eles representam o último suspiro de estrelas como a nossa.

Depois de queimar hidrogênio (substância mais abundante do universo) em seu interior por cerca de 10 bilhões de anos, a escassez desse material faz com que a estrela inche e se dilua, tornando-se uma gigante vermelha.

Durante essa fase, ela usa outro combustível, hélio, para continuar vivendo.

Ocorre que esse combustível também vai acabar.

Quando isso acontece, a estrela implode sobre si mesma, conduzida pela gravidade.

O que resta é uma anã branca, no interior.

Ao redor, gerada pela atmosfera da estrela moribunda, surge uma chamada nebulosa planetária.

Essa nuvem de gás, composta pelos restos da atmosfera da estrela morta, existe por pouco tempo, cerca de 10 mil anos, contra os 10 bilhões de anos da vida do astro.

Texto retirado do Portal da Curiosidade

Fernando Rocha

Fotos Google:










Troca de Links - Ocioso

Postagens Populares Mãe Terra

Distante dos olhos, tão perto de mim...