“De tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos maus, o homem chega a rir-se da honra, desanimar-se de justiça e ter vergonha de ser honesto.”

Rui Barbosa

domingo, 10 de junho de 2012

Dá um abraço?


De repente, deu vontade de um abraço...
 
Uma vontade de entrelaço, de proximidade...
de amizade, sei lá!  

Talvez um aconchego amigo e meigo, que enfatize a vida e amenize as dores...

Que fale sobre os amores, seja afetuoso e ao mesmo tempo forte...
  
Deu vontade, de poder ter saudade de um abraço.

Um abraço que eternize o tempo e preencha todo o espaço.

Mas que faça lembrar do carinho,  que surge devagarinho,
na magia da união dos corpos,  das auras,  sei lá!

Lembrar do calor das mãos, acariciando as costas, a dizerem:
- Estou aqui!  

Lembrar do enlaçar dos braços, envolventes e seguros, afirmando:
- Estou com você!  

Lembrar da transfusão de força, ou até da suavidade do momento, sei lá.

Então, pensei em como chamar esse abraço:
 
Abraço poesia, abraço força, abraço união, abraço suavidade, abraço consolo e compreensão...

Abraço segurança e justiça, abraço verdade, abraço cumplicidade...

Mas o que importa é a magia desse abraço, a fusão de energias que harmoniza, integra o todo e se traduz no cosmos, no tempo e no espaço...

Só sei que agora, deu vontade desse abraço.

Um abraço que desate os nós, transformando-os em envolventes laços...

Que sirva de colo, afastando toda e qualquer angústia...

Que desperte a lágrima de alegria e acalme o coração...

Um abraço que traduza a amizade, o amor e a emoção.

E para um abraço assim, só consegui pensar em você.

Nessa sua energia, nessa sua sensibilidade, que sabe entender o porque dessa minha vontade.

Pois então:
- Dá logo esse abraço!

Troca de Links - Ocioso

Postagens Populares Mãe Terra

Distante dos olhos, tão perto de mim...