“De tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos maus, o homem chega a rir-se da honra, desanimar-se de justiça e ter vergonha de ser honesto.”

Rui Barbosa

terça-feira, 20 de março de 2012

Corre que o leão é bravo!

O Leão e o Rato

Certo dia, estava um Leão a dormir a sesta, quando um ratinho começou a correr por cima dele.

O Leão acordou, pôs-lhe a pata em cima, abriu a bocarra e preparou-se para engoli-lo.

- Perdoa-me! - gritou o ratinho - Perdoa-me desta vez e eu nunca o esquecerei, quem sabe se um dia não precisarás de mim?

O Leão ficou tão divertido com esta ideia que levantou a pata e o deixou partir.

Dias depois o Leão caiu numa armadilha.

Como os caçadores o queriam oferecer vivo ao Rei, amarraram-no a uma árvore e partiram à procura de um meio para o transportarem.

Nisto, apareceu o ratinho e vendo a triste situação em que o Leão se encontrava, roeu as cordas que o prendiam.

E foi assim que um ratinho pequenino salvou o Rei dos Animais.

Moral da história: Não devemos subestimar os outros.

Jean de La Fontaine


Admiro a coragem dos animais, não aceitam o cativeiro, o cabresto, são seres livres, não nasceram para serem escravizados, são selvagens e vão morrer selvagens.

São capturados pelos humanos, pois contra a força não há argumentos, a utilização de tranquilizantes e armas de fogo não dão a mínima chance para que eles possam se defender.

São enjaulados e os transformam em vacas de presépio até que, quando surge uma oportunidade, eles mostram a sua força e coragem, qualidades que nunca vão perder, pois, mesmo sem dignidade não têm medo de lutar até a morte se necessário for.

Ao contrário de nós, homens, que somos dominados e humilhados e nem precisam usar armamentos para nos manter em cativeiro, bastam as palavras dos poderosos para nos amedrontar, aterrorizar.

Calamo-nos pelo pior dos sentimentos, o medo.

Temos medo até de pensar em mudar alguma coisa ou situação que nos aflige a alma, nos calamos diante de tudo e de todos, enfiamos o rabo entre as pernas e agimos como covardes.

Somos roubados na cara dura todos os dias, tiram nossos direitos, destroem nossas vidas e permanecemos calados esperando que Deus tenha piedade da gente e faça a nossa parte.

O homem, a maior fera e o mais covarde dos animais!

Fernando Rocha

Fotos Google:




E um belo dia...


Moral da história:

"Não devemos subestimar os outros."


Quando não aprendemos por bem a vida vem e ensina do jeitinho dela, e isso é fato!


Troca de Links - Ocioso

Postagens Populares Mãe Terra

Distante dos olhos, tão perto de mim...